“Não Sou Um Sociopata”, Afirma Rafinha Bastos Em Entrevista



Rafinha Bastos, muito criticado pelo seu humor ácido, nesta semana concedeu uma entrevista para a revista “Época”, onde declarou que não mudará o seu estilo. O humorista, que assinou recentemente contratos para estrelar dois programas (“Saturday Night Live”, na Rede TV!, e “A Vida de Rafinha Bastos”, no canal FX), disse que limite e humor não condizem. “Não sou um sociopata, sou um comediante que acha graça em coisas pesadas. Não vou mudar. Humor e limites não têm a menor ligação”, ressaltou.

O gaúcho afirmou que não fez nada de errado sobre as controvérsias que causou, em especial a da polêmica declaração sobre Wanessa Camargo, dizendo que “comeria” ela e o seu bebê, quando a cantora estava grávida.

“Não matei ninguém. Não bati em ninguém. Fiz na TV o que faço no palco. Naquela situação, havia material instigante para comédia. Não considerei que fui defenestrado. Não vou chorar porque, sei lá, vazaram minhas fotos pelado na internet. Não tenho tempo pra isso”, comentou. “O humor precisa de liberdade. É agressivo, ácido, carrega arrogância e desrespeito”, enfatizou.

Sobre a proibição da venda de seu DVD A Arte do Insulto, Rafinha resolveu publicá-lo no YouTube e distribuir cópias nas ruas, e de graça. “Nenhum advogado me recomendou fazer isso. É inconsequente confortar a lei que me puniu, mas essa lei é babaca”, se defendeu. O humorista completou que a única coisa que o preocupou foi deixar o pai aflito com a possibilidade de ser preso. “Fiquei triste por ter afetado meus pais”, desabafou.
Fonte: POP

About

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *